Do ponto de vista da papelada é muito fácil visitar a Bósnia-Herzegovina e, já agora, o Montenegro.

Estes países, apesar de estarem localizados no continente europeu, não fazem parte da Comunidade Europeia e menos ainda do espaço Schengen. Isso significa que mesmo que o viajante venha de país europeu, existirá controle de passaportes, quer por via aérea quer por via terrestre.

Para os cidadãos dos países da Comunidade Europeia, onde se incluem os portugueses, não é preciso qualquer tipo de visto. Aliás, desde há algum tempo atrás nem é preciso um passaporte, bastando um bilhete de identidade nacional. Os visitantes podem ficar durante um período de 90 dias.

Os brasileiros podem também visitar a Bósnia-Herzegovina sem um visto prévio, bastando um passaporte para serem admitidos no país, podendo igualmente permanecer durante três meses.

Para o Montenegro aplica-se o mesmo, mas aparentemente a estadia poderá ser de apenas um mês. Este ponto não é contudo claro na documentação encontrada, existindo uma possibilidade de o período ser igualmente de 90 dias.

Entrar de carro é igualmente simples, aplicando-se os princípios válidos em todas as fronteiras: será necessário ter o documento da viatura, registo de propriedade e seguro. Se o seguro que tiver não foi válido na Bósnia-Herzegovina deverá poder adquirir um adequado mesmo no local. Contudo, deverá escolher uma das seguintes fronteiras, que têm todos os serviços necessários e são recomendas oficialmente pelo serviço de fronteiras bósnio: Bijaca, Crveni Grm (sul), Zubci (sudeste), Karakaj and Raca (este), Samac (nordeste), Kamensko e Izacici (oeste).

 

 

COMPARTILHAR
Conheci a Bósnia-Herzegovina e o Montenegro em 2011, apesar de já ter ouvido muito sobre o país através do meu vizinho e amigo Vedo. Desde então regressei várias vezes, apaixonado pelo tom misterioso de um país que será talvez o menos visitado da Europa. Acabei por ser convidado pela The Wanderlust para organizar expedições à Bósnia e Herzegovina e Montenegro, tornando-me, por assim dizer, um profissional de viagem à Bósnia e Herzegovina.

DEIXE UMA RESPOSTA